Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Mais de 1.500 presos no Pará são liberados pela Justiça para o Dia dos Pais - Web Radio Nova Independente

Fale conosco via Whatsapp: +55 093 992020015

No comando: Madrugada light

Das 00:00 às 05:00

No comando: Recanto Sertanejo da Nova!

Das 05:00 às 07:00

No comando: Sertanejo Bom Demais

Das 05:00 às 07:00

No comando: PAINEL SERTANEJO/Locução: Diego Elias

Das 06:00 às 07:00

No comando: CAFÉ COM BENÇÃO

Das 07:00 às 09:00

No comando: Domingo top da Nova!

Das 07:00 às 16:00

No comando: Sabadão da Nova

Das 07:00 às 16:00

No comando: PELA MANHÃ/ Locutor: ELIVALDO FERELO

Das 09:00 às 11:00

No comando: BRASIL SHOW/Locutor: Rone

Das 11:00 às 13:00

No comando: JORNAL VIROU NOTÍCIA

Das 13:00 às 13:30

No comando: PAINEL MPB/Locutor: Diego Elias

Das 13:30 às 14:30

No comando: Nossa Tarde é Show

Das 14:30 às 16:30

No comando: POP SERTANEJO/Locução: Kleber

Das 16:00 às 17:00

No comando: Jornada Esportiva da Nova!

Das 16:00 às 19:00

No comando: Jornada Esportiva da Nova!

Das 16:00 às 19:00

No comando: Super Night

Das 19:00 às 00:00

No comando: Super Noite da Nova

Das 19:00 às 00:00

No comando: A VOZ DO BRASIL/EBC

Das 19:00 às 20:00

No comando: SAMBRASIL

Das 20:00 às 22:00

No comando: LOVE SONGS/Locução: Kleber

Das 22:00 às 00:00

Mais de 1.500 presos no Pará são liberados pela Justiça para o Dia dos Pais

Em 2017, 1.277 presos receberam o benefício da saída temporária. Deste total, 63 não retornaram
Por: Portal ORM com informações da Susipe8 de Agosto de 2018 às 22:14Atualizado em 8 de Agosto de 2018 às 22:40

A Diretoria de Execução Criminal (DEC) da Superintendência do Sistema Penitenciário do Estado (Susipe) divulgou nesta quarta-feira (08), o balanço parcial da saída temporária do Dia dos Pais, beneficio concedido pela Justiça aos presos que cumprem regime semiaberto nas unidades penais de todo o país.

No balanço parcial, 1.584 presos, dos mais de 16.500 detentos custodiados pela Susipe, receberam o benefício que começou na última segunda-feira (06). Do total geral de presos beneficiados com a saída, 1.127 estão custodiados em unidades prisionais da Região Metropolitana de Belém e 457 do interior do Estado. A saída temporária tem duração de sete dias. As saídas foram autorizadas desde o dia 06 e os presos devem retornar as unidades prisionais no dia 13 de agosto, após o domingo do Dia dos Pais.

Na capital, a Colônia Penal Agrícola de Santa Izabel (CPASI) foi à unidade prisional com o maior número de liberações da Justiça. Dos 1.133 custodiados na unidade prisional, 756 receberam o benefício. Já no interior do Estado, Santarém foi o munícipio que teve o maior número de detentos beneficiados com um total de 182 presos liberados, sendo que 163 homens custodiados no Centro de Recuperação Agrícola Silvio Hall de Moura e 19 mulheres do Centro de Recuperação Feminino. Detentos que também cumprem pena no regime semiaberto e estão custodiados em presídios nos municipios de Marabá (57), Abaetetuba (21), Altamira (47), Bragança (19), Itaituba (45), Mocajuba (04), Paragominas (22), Redenção (21), Tucuruí (37) e Tomé-Açu (02) também foram liberados temporariamente.

A saída temporária é um benefício concedido pela Justiça, previsto na Lei de Execuções Penais, a presos que cumprem pena no regime semiaberto, apresentam bom comportamento e que já tenham cumprido 1/6 da pena (para réus primários) ou 2/5 (para reincidentes). Ao final do prazo determinado pela Justiça, o detento deve retornar até a unidade prisional a qual está custodiado. Caso não volte passa a ser considerado foragido da Justiça e quando recapturado pode regredir para o regime fechado.

Em 2017, 1.277 presos receberam o benefício da saída temporária do Dia dos Pais no Estado. Deste total, 63 não retornaram as unidades prisionais, o que representa um percentual de 5% de evasão, abaixo da média anual registrada que é de 10%. Por ano são previstas cinco saídas temporárias: Semana Santa, Dia das Mães, Dia dos Pais, Círio de Nazaré e Festas de Final de Ano (Natal e Ano novo).

Deixe seu comentário: