Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Mototaxista é decapitado em suposto crime passional no Pará; suspeito é colega da vítima

Compartilhe:
destaque-536665-40551411_728770790790663_4476796398628503552_n

Domingo, 02/09/2018, 16:43:47 – Atualizado em 02/09/2018, 16:43:47

Um mototaxista, identificado como Júlio César Alves de Souza, de 30 anos foi encontrado decapitado na madrugada deste domingo (2), na rua Castelo Branco, em Altamira, sudoeste paraense. O corpo dele estava preso a uma árvore, e a cabeça estava dentro de uma casa. A principal suspeita é que o crime tenha sido motivado por ciúmes.

O crime teria sido cometido por Antônio Teixeira Júnior, de 38 anos, que também é mototaxista. A cabeça da vítima foi arrancada com golpes de facão. Antônio, que está foragido, teria assassinado o colega de profissão por ciúmes da esposa.

De acordo com informações do portal Xingu 230, a polícia militar foi acionada para atender uma ocorrência de briga doméstica no local, mas ao chegar, se deparou com a cena.

O corpo de Júlio Cezar será velado na Capela Mortuária, na avenida Djalma Dutra, em Altamira.

(Com informações do portal Xingu 230)

Deixe seu comentário:

Menu

Blablabla

Beber cerveja ou café pode te ajudar a passar dos 90 anos, sugere estudo O estudo chamado "The 90+" acompanhou o estilo de vida e hábitos alimentares de mais de 1.800 pessoas. A cada seis meses, os participantes eram submetidos a diversos testes neurológicos, cognitivos e físicos. Os pesquisadores coletaram informações sobre suas dietas, estilos de vida, histórico médico, entre outras informações sobre saúde. A descoberta surpreendeu a todos: justamente dois dos hábitos que ajudaram os pacientes a viverem mais foram beber álcool e café todos os dias. Aqueles que tinham o hábito de beber quantidade moderada de álcool ou café diariamente provavelmente viveriam mais do que aqueles que se abstiveram. Os participantes que bebiam diariamente dois copos de cerveja ou duas taças de vinho eram 18% mais propensos a viverem mais, enquanto os amantes de café tinham 10% mais probabilidade de viverem mais tempo do que aqueles que não tinham o mesmo hábito.

Curta no Facebook

Redes sociais