Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Pará já registra 17 casos de sarampo e duas mortes

1191058217
Balanço divulgado aponta as ocorrências até o dia 8 de outubro
Por: O Liberal11 de Outubro de 2018 às 07:20

Balanço epidemiológico divulgado pelo Ministério da Saúde aponta que, até o dia 8 de outubro, foram confirmados 2.044 casos de sarampo no País e 7.966 permanecem em investigação.  Ainda de acordo com a atualização, dois Estados nortistas vivem surtos da doença: o Amazonas, com 1.629 casos e 7.872 em investigação, e Roraima, com o registro de 330 casos da doença, sendo que 94 continuam em investigação. Os surtos estão relacionados à importação, já que o genótipo do vírus (D8) que está circulando no país é o mesmo que circula na Venezuela, país que enfrenta um surto da doença desde 2017.

O Pará surge com 17 casos confirmados, também relacionados à importação da doença. Outros situações isoladas foram identificadas nos estados de São Paulo (3), Rio de Janeiro (18), Rio Grande do Sul (36), Rondônia (2), Pernambuco (4), Sergipe (4) e Distrito Federal (1). O boletim diz ainda que o ministério permanece acompanhando a situação e prestando o apoio necessário aos Estados. “Cabe esclarecer que as medidas de bloqueio de vacinação, mesmo em casos suspeitos, estão sendo realizadas em todos os estados”, diz o comunicado.

Até o momento, no Brasil, foram confirmados 10 óbitos por sarampo, sendo 4 óbitos no Estado de Roraima (3 em estrangeiros e 1 em brasileiro), 4 óbitos no Amazonas (todos brasileiros, sendo 2 do município de Manaus e 2 do município de Autazes) e 2 no Pará (indígena venezuelano).

O Brasil ultrapassou a meta de vacinar, pelo menos, 95% das crianças de um a menores de cinco anos contra poliomielite e sarampo. No Pará, Secretaria de Estado de Saúde (Sespa) anunciou na semana passada que vacinação atingiu 95,26% de cobertura para a poliomielite e 95,66% para o sarampo. Belém também conseguiu superar essa meta, ainda no início da última semana, com 99% de cobertura atingida para a poliomielite e 99% para o sarampo.

Deixe seu comentário:

Menu

Blablabla

Beber cerveja ou café pode te ajudar a passar dos 90 anos, sugere estudo O estudo chamado "The 90+" acompanhou o estilo de vida e hábitos alimentares de mais de 1.800 pessoas. A cada seis meses, os participantes eram submetidos a diversos testes neurológicos, cognitivos e físicos. Os pesquisadores coletaram informações sobre suas dietas, estilos de vida, histórico médico, entre outras informações sobre saúde. A descoberta surpreendeu a todos: justamente dois dos hábitos que ajudaram os pacientes a viverem mais foram beber álcool e café todos os dias. Aqueles que tinham o hábito de beber quantidade moderada de álcool ou café diariamente provavelmente viveriam mais do que aqueles que se abstiveram. Os participantes que bebiam diariamente dois copos de cerveja ou duas taças de vinho eram 18% mais propensos a viverem mais, enquanto os amantes de café tinham 10% mais probabilidade de viverem mais tempo do que aqueles que não tinham o mesmo hábito.

Curta no Facebook

Redes sociais