Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Paraense não percebe redução no preço da gasolina

912849861
Mesmo com queda nas refinarias, preço não baixa nos postos
Por: Portal ORM22 de Junho de 2018 às 08:01Atualizado em 22 de Junho de 2018 às 11:50

Mesmo com a redução de 1,1% no preço da gasolina nas refinarias do Brasil, autorizado ontem (21) pela Petrobras, a queda no preço do litro do combustível nos postos do Pará é quase zero. É o que aponta uma pesquisa do Dieese-PA (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos ) divulgada nesta sexta-feira (22). Somente neste mês, o preço gasolina acumula queda de 5,27% nas refinarias, mas isso não garantiu redução nos preços para o consumidor paraense.

Segundo a pesquisa do Dieese, na semana passada, o preço médio do litro da gasolina foi comercializado a R$ 4,55 no Pará, com o menor preço a R$ 4,15 e o maior a R$ 5,24. Na semana anterior, o preço era de R$ 4,56, com o menor preço encontrado a R$ 4,19 e o maior R$ 5,24.

Ainda segundo o Dieese, o município paraense que vendeu o litro da gasolina mais caro foi Altamira, sudoeste paraense, onde o preço foi encontrado a R$ 5,029, seguido de Alenquer, que custou em média R$ 5. Conceição do Araguaia, Redenção e Xinguara também registraram alta, com o litro sendo vendido a R$ 4,99, R$ 4,89 e R$ 4,81, respectivamente, nesses municípios.

Deixe seu comentário:

Menu

Blablabla

Beber cerveja ou café pode te ajudar a passar dos 90 anos, sugere estudo O estudo chamado "The 90+" acompanhou o estilo de vida e hábitos alimentares de mais de 1.800 pessoas. A cada seis meses, os participantes eram submetidos a diversos testes neurológicos, cognitivos e físicos. Os pesquisadores coletaram informações sobre suas dietas, estilos de vida, histórico médico, entre outras informações sobre saúde. A descoberta surpreendeu a todos: justamente dois dos hábitos que ajudaram os pacientes a viverem mais foram beber álcool e café todos os dias. Aqueles que tinham o hábito de beber quantidade moderada de álcool ou café diariamente provavelmente viveriam mais do que aqueles que se abstiveram. Os participantes que bebiam diariamente dois copos de cerveja ou duas taças de vinho eram 18% mais propensos a viverem mais, enquanto os amantes de café tinham 10% mais probabilidade de viverem mais tempo do que aqueles que não tinham o mesmo hábito.

Curta no Facebook

Redes sociais