Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Árbitro paraense Dewson Fernando Freitas volta a apitar um Re-Pa após dois anos - Web Radio Nova Independente

Fale conosco via Whatsapp: +55 093 992020015

No comando: Madrugada light

Das 00:00 às 05:00

No comando: Recanto Sertanejo da Nova!

Das 05:00 às 07:00

No comando: Domingo top da Nova!

Das 07:00 às 16:00

No comando: Sabadão da Nova

Das 07:00 às 16:00

No comando: CAFÉ COM BENÇÃO

Das 08:00 às 09:00

No comando: MICROFONIA/Locutor: Kelvin Oliveira & Vanessa

Das 09:00 às 10:00

No comando: MANDEI BEM/Locutor: Diego Elias

Das 10:00 às 11:00

No comando: ANTENA MIX/ Locutora: Pam Giacomini

Das 11:00 às 12:00

No comando: MÁQUINA DO TEMPO/Locução:

Das 12:00 às 13:00

No comando: JORNAL VIROU NOTÍCIA

Das 13:00 às 13:30

No comando: Nossa Tarde é Show

Das 13:30 às 15:00

No comando: LAÇO DO PEÃO/Locução:

Das 15:00 às 17:00

No comando: Jornada Esportiva da Nova!

Das 16:00 às 19:00

No comando: Jornada Esportiva da Nova!

Das 16:00 às 19:00

No comando: RECANTO SERTANEJO/Locução: ELENILTON BATISTA

Das 17:00 às 19:00

No comando: Super Night

Das 19:00 às 00:00

No comando: Super Noite da Nova

Das 19:00 às 00:00

No comando: A VOZ DO BRASIL/EBC

Das 19:00 às 20:00

No comando: AMOR SEM FIM/Locução:Vanessa Medeiros

Das 22:00 às 00:00

Árbitro paraense Dewson Fernando Freitas volta a apitar um Re-Pa após dois anos

Esporte

 BELÉM, 15/02/2019 ÀS 17:08

O árbitro paraense Dewson Fernando Freitas da Silva, de 37 anos, será o responsável pelo comando do clássico entre Remo e Paysandu, no próximo domingo. Ele “disputava” o posto com Djonaltan Costa Araújo, em sorteio realizado na última quinta-feira, na sede da FPF. Os assistentes também serão do Pará: Márcio Gleidson Corrêia Dias e Rafael Ferreira Vieira.

Dewson Fernando, que tem o escudo Fifa, foi o último árbitro do estado a apitar um Re-Pa no estadual. Naquele dia 26 de março de 2017, foi bastante criticado pelos dois times. Pelo lado remista, em razão da não marcação de dois pênaltis que teriam acontecido na partida e os três minutos de acréscimo no segundo tempo – os remistas queriam mais tempo. Pelo lado bicolor, a insatisfação foi pela expulsão do volante Ricardo Capanema, que teria sido injusta, e pelo fato de que o apitador não teria usado o mesmo critério com o volante Tsunami. O embate terminou 1 a 1.

No Parazão do ano passado, a arbitragem foi “importada” em todos os quatro clássicos: Marcelo de Lima Henrique (RJ), Rodolpho Tosky Marques (PR), Raphael Claus (SP) e Anderson Daronco (RS) estiveram no comando das partidas. No início daquela temporada, o Sindicato de Árbitros do Pará (Sindarp) ameaçou não apitar os jogos envolvendo Remo e Paysandu em razão da preferência das equipes pelos profissionais de fora.

A decisão de escalar uma arbitragem local para o Re-Pa partiu dos presidentes dos clubes, Fábio Bentes e Ricardo Gluck Paul. Com dificuldades financeiras no início da temporada, Leão e Papão economizam com a despesa de um trio de outro estado.

Remo e Paysandu se enfrentam neste domingo, a partir das 16h, no Estádio Olímpico Mangueirão, em Belém, pela quarta rodada do Campeonato Paraense 2019. O GloboEsporte.com acompanhará a partida em Tempo Real.

Globo Esporte

Foto: Daniel Vorley /AGIF/Estadão Conteúdo

Deixe seu comentário: