Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Bolsonaro afirma que há índio que troca madeira por Coca-cola e cerveja - Web Radio Nova Independente

Fale conosco via Whatsapp: +55 093 992020015

No comando: Madrugada light

Das 00:00 às 05:00

No comando: RECANTO SERTANEJO

Das 05:00 às 07:00

No comando: Domingo top da Nova!

Das 07:00 às 16:00

No comando: Sabadão da Nova

Das 07:00 às 16:00

No comando: CAFÉ COM BENÇÃO

Das 08:00 às 09:00

No comando: Esquenta/ Locutora:

Das 09:00 às 10:00

No comando: VOCÊ QUE MANDA/Locutor:

Das 10:00 às 11:00

No comando: Top Hits/Locutor:

Das 11:00 às 12:00

No comando: JORNAL VIROU NOTÍCIA

Das 13:00 às 13:30

No comando: VELHARIA/Locução:

Das 13:00 às 14:00

No comando: Coração Sertanejo/Locução:

Das 15:00 às 17:00

No comando: Jornada Esportiva da Nova!

Das 16:00 às 19:00

No comando: Jornada Esportiva da Nova!

Das 16:00 às 19:00

No comando: BOTEQUIM SERTANEJO/Locução: ELENILTON BATISTA

Das 17:00 às 19:00

No comando: Super Night

Das 19:00 às 00:00

No comando: Super Noite da Nova

Das 19:00 às 00:00

No comando: A VOZ DO BRASIL/EBC

Das 19:00 às 20:00

No comando: Top Hits Noturno

Das 20:00 às 21:00

No comando: Velharia Noturno

Das 21:00 às 22:00

No comando: Ponto do Amor/

Das 22:00 às 00:00

Bolsonaro afirma que há índio que troca madeira por Coca-cola e cerveja

SEM PROVAS

Apesar da fala, o presidente não apresentou provas sobre a suposta prática

 sexta-feira, 20/11/2020, 08:24 – Atualizado em 20/11/2020, 08:26 –  Autor: Com informações do portal UOL

 

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou durante sua live semanal nas redes sociais, que existem índios que trocam madeira por Coca-Cola e cerveja. A declaração, como muitas que já fez ao longo de sua trajetória na política, foi dada sem apresentar provas.

Bolsonaro falava sobre o desmatamento na região da Amazônia quando citou os indígenas. “As críticas [internacionais] são potencializadas. Existe o desmatamento ilegal? Existe! Existe até locais onde o índio troca uma ‘tora’ por uma Coca-Cola ou cerveja.”

Na sequência, ele questionou Alexandre Saraiva, delegado da Polícia Federal, que participava da live ao seu lado. “É possível isso? Acontece?”. Saraiva tenta amenizar a fala de Bolsonaro. “Já aconteceu da madeira em terra indígena ser negociada por valores pífios, mas a grande causa do desmatamento é a fraude nos processos administrativos que foram gerados lá atrás”, afirmou.

Ainda durante a live, Bolsonaro também ameaçou entregar uma lista de países que importam madeira ilegal do Brasil, porém recuou e afirmou que irá apontar o nome de algumas empresas. Ele não chegou a revelar quais companhias estariam envolvidas na prática ilegal, mas afirmou que as críticas internacionais sobre o desmatamento no Brasil fazem parte de um “grande jogo econômico”.

De acordo com o presidente, outros países querem atingir o Brasil, já que o país é uma potência do agronegócio: “Eles querem diminuir a concorrência com toda a certeza. Isso facilita até mesmo o comércio interno de commodities”.

Deixe seu comentário: