Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Águas do Rio Tapajós invadem orla de Alter do Chão - Web Radio Nova Independente

Fale conosco via Whatsapp: +55 093 992020015

No comando: Madrugada light

Das 00:00 às 05:00

No comando: Recanto Sertanejo da Nova!

Das 05:00 às 07:00

No comando: Domingo top da Nova!

Das 07:00 às 16:00

No comando: Sabadão da Nova

Das 07:00 às 16:00

No comando: CAFÉ COM BENÇÃO

Das 08:00 às 09:00

No comando: MICROFONIA/Locutor: Kelvin Oliveira & Vanessa

Das 09:00 às 10:00

No comando: MANDEI BEM/Locutor: Diego Elias

Das 10:00 às 11:00

No comando: ANTENA MIX/ Locutora: Pam Giacomini

Das 11:00 às 12:00

No comando: MÁQUINA DO TEMPO/Locução:

Das 12:00 às 13:00

No comando: JORNAL VIROU NOTÍCIA

Das 13:00 às 13:30

No comando: Nossa Tarde é Show

Das 13:30 às 15:00

No comando: LAÇO DO PEÃO/Locução:

Das 15:00 às 17:00

No comando: Jornada Esportiva da Nova!

Das 16:00 às 19:00

No comando: Jornada Esportiva da Nova!

Das 16:00 às 19:00

No comando: RECANTO SERTANEJO/Locução: ELENILTON BATISTA

Das 17:00 às 19:00

No comando: Super Night

Das 19:00 às 00:00

No comando: Super Noite da Nova

Das 19:00 às 00:00

No comando: A VOZ DO BRASIL/EBC

Das 19:00 às 20:00

No comando: AMOR SEM FIM/Locução:Vanessa Medeiros

Das 22:00 às 00:00

Águas do Rio Tapajós invadem orla de Alter do Chão

Cidades

SANTARÉM, 11/06/2019 ÀS 21:33

O fenômeno chamou a atenção dos visitantes

Quem procurou o balneário nesta semana se deparou com a “invasão”

A inundação da orla de Alter do Chão, um dos principais cartões postais do Pará, chama atenção de visitantes da região e de vários países do mundo. Quem procurou o balneário no início desta semana se deparou com a “invasão” das águas do rio Tapajós, no calçadão da Vila, distante 37 quilômetros de Santarém, no oeste do Pará. O rio também cobriu algumas barracas da Ilha do Amor. Porém, segundo a Defesa Civil de Santarém, as águas devem começar a baixar ainda neste mês de junho. Por conta da enchente, as praias desapareceram.
alter2 As águas tomaram conta da orla de Alter do Chão (Manoel Cardoso)

Apesar das praias estarem submersas, é possível encontrar turistas que não abrem mão de um passeio pelas águas do Tapajós. “Está cheio, mas a paisagem é bonita, mesmo sem a gente ver essas praias. É uma coisa que encanta”, afirmou o vigilante Julianderson, que veio de Manaus com a família. Os moradores de Alter do Chão reforçam que as cheias acontecem a partir do mês de março, e quando chega no fim de junho, as águas começam a baixar.

Por: Manoel Cardoso/O Liberal

Foto:Manoel Cardoso

Deixe seu comentário: