Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Bolsa Família: número de beneficiadas foi reduzido em mais de 31 mil no Pará - Web Radio Nova Independente

Fale conosco via Whatsapp: +55 093 992020015

No comando: Madrugada light

Das 00:00 às 05:00

No comando: RECANTO SERTANEJO

Das 05:00 às 07:00

No comando: Domingo top da Nova!

Das 07:00 às 16:00

No comando: Sabadão da Nova

Das 07:00 às 16:00

No comando: CAFÉ COM BENÇÃO

Das 08:00 às 09:00

No comando: Esquenta/ Locutora:

Das 09:00 às 10:00

No comando: VOCÊ QUE MANDA/Locutor:

Das 10:00 às 11:00

No comando: Top Hits/Locutor:

Das 11:00 às 12:00

No comando: JORNAL VIROU NOTÍCIA

Das 13:00 às 13:30

No comando: VELHARIA/Locução:

Das 13:00 às 14:00

No comando: Coração Sertanejo/Locução:

Das 15:00 às 17:00

No comando: Jornada Esportiva da Nova!

Das 16:00 às 19:00

No comando: Jornada Esportiva da Nova!

Das 16:00 às 19:00

No comando: BOTEQUIM SERTANEJO/Locução: ELENILTON BATISTA

Das 17:00 às 19:00

No comando: Super Night

Das 19:00 às 00:00

No comando: Super Noite da Nova

Das 19:00 às 00:00

No comando: A VOZ DO BRASIL/EBC

Das 19:00 às 20:00

No comando: Top Hits Noturno

Das 20:00 às 21:00

No comando: Velharia Noturno

Das 21:00 às 22:00

No comando: Ponto do Amor/

Das 22:00 às 00:00

Bolsa Família: número de beneficiadas foi reduzido em mais de 31 mil no Pará

REPASSE SOCIAL

Essa diminuição no número de famílias beneficiadas pelo programa tem como base o relatório de fevereiro de 2020 comparando com janeiro do ano passado

 quinta-feira, 13/02/2020, 07:21 – Atualizado em 13/02/2020, 07:25 –  Autor: Redação

O relatório do mês de fevereiro do Bolsa Família indica que o número de famílias beneficiadas pelo programa foi reduzido em mais de 31 mil no Pará em relação a janeiro do ano passado. Em um ano, o universo de beneficiários caiu de 954.372 para 922.755 famílias aptas a receber o benefício médio, atualmente, de R$ 202,53. Neste mês, o Governo Federal destinou R$ 186 milhões para pagar as famílias habilitadas pelo programa no Estado. As mais de 922 mil famílias vulneráveis do Estado já começaram a sacar o dinheiro desde ontem, disponível nas contas.

Segundo reportagem publicada pelo jornal Folha de São Paulo, no último dia 10 de fevereiro, o Governo congelou o programa mesmo nas regiões mais carentes do Brasil. De acordo com levantamento feito pelo jornal, uma a cada três cidades mais pobres do país não teve novos auxílios liberados nos últimos cinco meses com dados oficiais divulgados (junho a outubro de 2019).

O estudo considerou os 200 municípios de menor renda per capita do Brasil, apontados pelo IBGE em 2017. Em todos, houve recuo na cobertura e um ritmo de atendimento a novas famílias muito menor que em períodos anteriores.

Cerca de 1 milhão de famílias aguardavam, em janeiro, uma resposta do Ministério da Cidadania para ingressarem no programa. A reportagem apurou que de janeiro de 2017 a maio do ano passado, cerca de 250 mil novos benefícios eram liberados por mês em todo o país. A taxa caiu para 5,4 mil de junho a outubro.

O Bolsa Família é um programa do Governo Federal que atende famílias em condições de extrema pobreza, com renda mensal de até R$ 89 por pessoa; ou cuja renda per capita esteja entre R$ 89,01 e R$ 178, desde que tenham crianças ou adolescentes de 0 a 17 anos.

CENTRO

Para integrar o programa, o responsável pela família deve procurar um Centro de Referência de Assistência Social (Cras) ou um posto de atendimento do Bolsa Família no município. É necessário levar documentos de identificação pessoal, como carteira de identidade ou carteira de motorista e certidão de nascimento de todas as pessoas que vivem na residência.

O pagamento do benefício segue um calendário escalonado. Para saber o dia do pagamento, o beneficiário deve conferir o Número de Identificação Social (NIS) impresso no cartão do programa. Os que terminam com final 1 podem sacar o dinheiro no primeiro dia do pagamento. Os com final 2, no segundo dia – e assim por diante. Este mês, o pagamento vai até o dia 28. Em função do Carnaval, os pagamentos serão interrompidos entre os dias 22 e 26 – e retomados no dia 27. Os recursos ficam disponíveis para saque por um período de três meses.

Reprodução

Deixe seu comentário: