Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Cebola tem alta e macaxeira apresenta recuo no preço - Web Radio Nova Independente

Fale conosco via Whatsapp: +55 093 992020015

No comando: Madrugada light

Das 00:00 às 05:00

No comando: RECANTO SERTANEJO

Das 05:00 às 07:00

No comando: Domingo top da Nova!

Das 07:00 às 16:00

No comando: Sabadão da Nova

Das 07:00 às 16:00

No comando: CAFÉ COM BENÇÃO

Das 08:00 às 09:00

No comando: Esquenta/ Locutora:

Das 09:00 às 10:00

No comando: VOCÊ QUE MANDA/Locutor:

Das 10:00 às 11:00

No comando: Top Hits/Locutor:

Das 11:00 às 12:00

No comando: JORNAL VIROU NOTÍCIA

Das 13:00 às 13:30

No comando: VELHARIA/Locução:

Das 13:00 às 14:00

No comando: Coração Sertanejo/Locução:

Das 15:00 às 17:00

No comando: Jornada Esportiva da Nova!

Das 16:00 às 19:00

No comando: Jornada Esportiva da Nova!

Das 16:00 às 19:00

No comando: BOTEQUIM SERTANEJO/Locução: ELENILTON BATISTA

Das 17:00 às 19:00

No comando: Super Night

Das 19:00 às 00:00

No comando: Super Noite da Nova

Das 19:00 às 00:00

No comando: A VOZ DO BRASIL/EBC

Das 19:00 às 20:00

No comando: Top Hits Noturno

Das 20:00 às 21:00

No comando: Velharia Noturno

Das 21:00 às 22:00

No comando: Ponto do Amor/

Das 22:00 às 00:00

Cebola tem alta e macaxeira apresenta recuo no preço

Levantamento do Dieese aponta que a batata também teve forte rejuste

Redação Integrada

A cebola aparece como a grande vilã para o bolso do paraense na lista de compras de hortis comercializados em feiras livres e supermercados da Grande Belém, em maio deste ano. Estudo do Dieese Pará divulgado nesta quarta-feira (24) mostra que a maioria das hortaliças, verduras e legumes ficou mais cara no mês passado em relação a abril, alguns acima da inflação calculada para o período.

O reajuste no quilo da cebola ficou em 26,64%, seguido da batata, com alta de 17,04%; pimentão verde, com aumento de 6,93%; maxixe, com alta de 3,98%; maço da salsa, com aumento de 3,24% no preço; batata doce rosa, com alta de 3,04%; maço da cebolinha com aumento de 1,22%; quiabo com alta de 1,19% e o maço da alfavaca, que registrou aumento de 1,01% no preço médio praticado.
Segundo o estudo, também em maio, alguns hortis apresentaram recuos de valores, com destaque para o quilo do chuchu, com queda de preço de 8,24%, seguido da cenoura, com baixa de 7,24%; maço do cariru, com queda de 6,60%; batata doce branca, com redução de 6,24%; macaxeira, com baixa de 4,95%; beterraba, com queda de 3,34%; maço de feijão verde, (-2,62%); cheiro verde (-2,09%); e o quilo da abóbora (-1,01%).

Deixe seu comentário: