Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Mensagens com supostos ataques a escolas do Pará circulam nas redes sociais - Web Radio Nova Independente

Fale conosco via Whatsapp: +55 093 992020015

No comando: Madrugada light

Das 00:00 às 05:00

No comando: Recanto Sertanejo da Nova!

Das 05:00 às 07:00

No comando: Sertanejo Bom Demais

Das 05:00 às 07:00

No comando: PAINEL SERTANEJO/Locução: Diego Elias

Das 06:00 às 07:00

No comando: CAFÉ COM BENÇÃO

Das 07:00 às 09:00

No comando: Domingo top da Nova!

Das 07:00 às 16:00

No comando: Sabadão da Nova

Das 07:00 às 16:00

No comando: PELA MANHÃ/ Locutor: ELIVALDO FERELO

Das 09:00 às 11:00

No comando: BRASIL SHOW/Locutor: Rone

Das 11:00 às 13:00

No comando: JORNAL VIROU NOTÍCIA

Das 13:00 às 13:30

No comando: PAINEL MPB/Locutor: Diego Elias

Das 13:30 às 14:30

No comando: Nossa Tarde é Show

Das 14:30 às 16:30

No comando: POP SERTANEJO/Locução: Kleber

Das 16:00 às 17:00

No comando: Jornada Esportiva da Nova!

Das 16:00 às 19:00

No comando: Jornada Esportiva da Nova!

Das 16:00 às 19:00

No comando: Super Night

Das 19:00 às 00:00

No comando: Super Noite da Nova

Das 19:00 às 00:00

No comando: A VOZ DO BRASIL/EBC

Das 19:00 às 20:00

No comando: SAMBRASIL

Das 20:00 às 22:00

No comando: LOVE SONGS/Locução: Kleber

Das 22:00 às 00:00

Mensagens com supostos ataques a escolas do Pará circulam nas redes sociais

Polícia

BELÉM, 15/03/2019 ÀS 06:38

Um dia após a tragédia em uma escola estadual em Suzano, São Paulo, na qual três atiradores mataram 10 pessoas, começou a circular nas redes sociais, ontem (14), mensagens de supostos ataques em escolas paraenses causando medo entre a população. Um dos casos foi na Escola Renato Pinheiro Conduro, localizada no bairro Maracangalha, em Belém.
Nas mensagens e fotos postadas em uma rede social, alunos estariam planejando um ataque semelhante ao massacre de ontem (13). “Queria fazer um massacre amanhã, boa sorte pra mim amanhã jows”, dizia uma das mensagens, que chegaram até pais de alunos da instiruição, que afirmaram estar preocupadas com a segurança de seus filhos.
Outro caso
Nesta quinta, um boato de um atentado em uma escola de Santarém, no oeste paraense, mobilizou policiais militares, no final da tarde. Mensagens em grupos de WhatsApp falavam sobre um ataque à Escola Estadual Álvaro Adolfo da Silveira, no bairro Santa Clara. A polícia chegou a fazer rondas, mas nada foi encontrado.
Texto: DOL
Foto: Reprodução

Deixe seu comentário: