Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Operação da PF desarticula fraude na Previdência Social em Belém - Web Radio Nova Independente

Fale conosco via Whatsapp: +55 093 992020015

No comando: Madrugada light

Das 00:00 às 05:00

No comando: RECANTO SERTANEJO

Das 05:00 às 07:00

No comando: Domingo top da Nova!

Das 07:00 às 16:00

No comando: Sabadão da Nova

Das 07:00 às 16:00

No comando: CAFÉ COM BENÇÃO

Das 08:00 às 09:00

No comando: Esquenta/ Locutora:

Das 09:00 às 10:00

No comando: VOCÊ QUE MANDA/Locutor:

Das 10:00 às 11:00

No comando: Top Hits/Locutor:

Das 11:00 às 12:00

No comando: JORNAL VIROU NOTÍCIA

Das 13:00 às 13:30

No comando: VELHARIA/Locução:

Das 13:00 às 14:00

No comando: Coração Sertanejo/Locução:

Das 15:00 às 17:00

No comando: Jornada Esportiva da Nova!

Das 16:00 às 19:00

No comando: Jornada Esportiva da Nova!

Das 16:00 às 19:00

No comando: BOTEQUIM SERTANEJO/Locução: ELENILTON BATISTA

Das 17:00 às 19:00

No comando: Super Night

Das 19:00 às 00:00

No comando: Super Noite da Nova

Das 19:00 às 00:00

No comando: A VOZ DO BRASIL/EBC

Das 19:00 às 20:00

No comando: Top Hits Noturno

Das 20:00 às 21:00

No comando: Velharia Noturno

Das 21:00 às 22:00

No comando: Ponto do Amor/

Das 22:00 às 00:00

Operação da PF desarticula fraude na Previdência Social em Belém

DOCUMENTOS FALSOS

 

 quinta-feira, 13/02/2020, 08:26 – Atualizado em 13/02/2020, 08:26 –  Autor: Com informações da PF

A Polícia Federal deflagrou, manhã desta quinta-feira (13), a operação Tartufo que visa desarticular associação criminosa especializada em fraudar a Previdência Social mediante a utilização de documentos falsos para a obtenção indevida de benefícios previdenciários no Pará. Foi cumprido um mandado de busca e apreensão em Belém.

A fraude consistiu na obtenção de pensão por morte a partir da criação de pessoa fictícia e posterior simulação de casamento e óbito. Após a obtenção indevida do benefício previdenciário, o grupo criminoso conseguiu ainda realizar empréstimos consignados e adquirir bens em nome das pessoas fictícias.

O envolvido na operação deflagrada pertence ao mesmo grupo investigado durante a Operação Pseudocídio que apurou fraudes em diversos benefícios de pensão por morte e amparo social ao idoso no Estado do Pará.

Divulgação/PF

De acordo com o Núcleo Regional da Coordenação-Geral de Inteligência Previdenciária e Trabalhista do Pará, o prejuízo estimado aos cofres públicos dos benefícios já fraudados pelo grupo criminoso já ultrapassa dois milhões de reais.

Os envolvidos responderão pelos crimes de associação criminosa, estelionato previdenciário, falsificação de documento público, uso de documento falso, dentre outros.

 A operação Tartufo que visa desarticular associação criminosa especializada em fraudar a Previdência Social mediante a utilização de documentos falsos para a obtenção indevida de benefícios previdenciários no Pará. | Divulgação/PF
 A operação Tartufo que visa desarticular associação criminosa especializada em fraudar a Previdência Social mediante a utilização de documentos falsos para a obtenção indevida de benefícios previdenciários no Pará. |

Deixe seu comentário: