Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Pessoas que participaram de aglomerações de fim de ano devem ficar atentas aos sintomas, alerta infectologista - Web Radio Nova Independente

Fale conosco via Whatsapp: +55 093 99244-3397

No comando: Madrugada light

Das 00:00 às 05:00

No comando: RECANTO SERTANEJO

Das 05:00 às 07:00

No comando: Domingo top da Nova!

Das 07:00 às 16:00

No comando: Sabadão da Nova

Das 07:00 às 16:00

No comando: CAFÉ COM BENÇÃO

Das 08:00 às 09:00

No comando: Esquenta/ Locutora:

Das 09:00 às 10:00

No comando: VOCÊ QUE MANDA/Locutor:

Das 10:00 às 11:00

No comando: Top Hits/Locutor:

Das 11:00 às 12:00

No comando: JORNAL VIROU NOTÍCIA

Das 13:00 às 13:30

No comando: VELHARIA/Locução:

Das 13:00 às 14:00

No comando: Coração Sertanejo/Locução:

Das 15:00 às 17:00

No comando: Jornada Esportiva da Nova!

Das 16:00 às 19:00

No comando: Jornada Esportiva da Nova!

Das 16:00 às 19:00

No comando: BOTEQUIM SERTANEJO/Locução: ELENILTON BATISTA

Das 17:00 às 19:00

No comando: Super Night

Das 19:00 às 00:00

No comando: Super Noite da Nova

Das 19:00 às 00:00

No comando: A VOZ DO BRASIL/EBC

Das 19:00 às 20:00

No comando: Top Hits Noturno

Das 20:00 às 21:00

No comando: Velharia Noturno

Das 21:00 às 22:00

No comando: Ponto do Amor/

Das 22:00 às 00:00

Pessoas que participaram de aglomerações de fim de ano devem ficar atentas aos sintomas, alerta infectologista

PANDEMIA

04 JAN 2021 – 05H00ATUALIZADO 03 JAN 2021 – 19H06
Os últimos dias foram de festa para dar adeus a 2020 e celebrar a chegada de 2021. Mesmo com as restrições sanitárias foram muitos os registros de aglomerações.
Por conta da pandemia, as tradicionais confraternizações de fim de ano se tornaram riscos de contaminação e proliferação da Covid-19.
Agora que as festas terminaram e chegou a hora de voltar para rotina, é necessário ficar atento aos possíveis sintomas da doença.
Portal Roma News ouviu a infectologista Helena Brígido para saber quais os cuidados que quem voltou das festas devem tomar. A infectologista alerta que é importante ficar atento aos sintomas.
“É importante agora observar, dentro de mais ou menos sete dias, após essas aglomerações, se vão surgir alguns sintomas respiratórias, que podem ser espirro ou tosse, e muitas vezes a pessoa nem tem sintomas, mas é muito importante manter esse distanciamento de um metro e meio e usar as máscaras”, explicou.
“Em qualquer sintoma respiratório ou em contato com alguém que tenha sintomas respiratórios dentro de sete dias, procurar atendimento médico para fazer os exames”, completou Helena Brígido.
Além de perceber os sintomas, segundo a profissional, se proteger e manter as pessoas protegidas ainda é a melhor opção.
“Vamos nos manter protegidos e vamos proteger a nossa família. Vamos proteger também aquela pessoa que a gente não conhece, com o simples gesto de usar a máscara ao ir ao supermercado”, disse a infectologista, Helena Brígido.
Helena disse ainda que para alcançar o controle da pandemia é mecessário conscientização.  “As nossas atitudes individuais vão refletir no coletiva e nos ajudar a vencer essa pandemia”.

Deixe seu comentário: