Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Polícia desbanca comércio ilegal de animais em Altamira - Web Radio Nova Independente

Fale conosco via Whatsapp: +55 093 992020015

No comando: Madrugada light

Das 00:00 às 05:00

No comando: Recanto Sertanejo da Nova!

Das 05:00 às 07:00

No comando: Domingo top da Nova!

Das 07:00 às 16:00

No comando: Sabadão da Nova

Das 07:00 às 16:00

No comando: CAFÉ COM BENÇÃO

Das 08:00 às 09:00

No comando: MICROFONIA/Locutor: Kelvin Oliveira & Vanessa

Das 09:00 às 10:00

No comando: MANDEI BEM/Locutor: Diego Elias

Das 10:00 às 11:00

No comando: ANTENA MIX/ Locutora: Pam Giacomini

Das 11:00 às 12:00

No comando: MÁQUINA DO TEMPO/Locução:

Das 12:00 às 13:00

No comando: JORNAL VIROU NOTÍCIA

Das 13:00 às 13:30

No comando: Nossa Tarde é Show

Das 13:30 às 15:00

No comando: LAÇO DO PEÃO/Locução:

Das 15:00 às 17:00

No comando: Jornada Esportiva da Nova!

Das 16:00 às 19:00

No comando: Jornada Esportiva da Nova!

Das 16:00 às 19:00

No comando: RECANTO SERTANEJO/Locução: ELENILTON BATISTA

Das 17:00 às 19:00

No comando: Super Night

Das 19:00 às 00:00

No comando: Super Noite da Nova

Das 19:00 às 00:00

No comando: A VOZ DO BRASIL/EBC

Das 19:00 às 20:00

No comando: AMOR SEM FIM/Locução:Vanessa Medeiros

Das 22:00 às 00:00

Polícia desbanca comércio ilegal de animais em Altamira

Após receberem informações de um suposto comércio ilegal de animais, equipes policiais desbancaram o esquema realizado no município de Altamira, sudeste do Pará, envolvendo 30 cágados. A ação foi realizada pela Delegacia Especializada em Conflitos Agrários (Deca/Dema), em ação conjunta com a Secretaria Municipal de Turismo e Meio Ambiente (Semat).

Quando chegarem ao local indicado, as equipes foram recebidas pelos suspeitos, Arnaldo Gomes de Miranda e Paulo Henrique Ferreira de Santana, momento em que foi constatado o crime.

Os animais, Quelônios de espécie Tracajá, foram libertados no Rio Xingu. Enquanto Arnaldo e Paulo Henrique foram conduzidos para a delegacia, onde foi realizada uma lavratura de um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO).

(Com informações da Polícia Civil)

Deixe seu comentário: