Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Vacinas contra o coronavírus são testadas em 108 voluntários chineses - Web Radio Nova Independente

Fale conosco via Whatsapp: +55 093 992020015

No comando: Madrugada light

Das 00:00 às 05:00

No comando: Recanto Sertanejo da Nova!

Das 05:00 às 07:00

No comando: Domingo top da Nova!

Das 07:00 às 16:00

No comando: Sabadão da Nova

Das 07:00 às 16:00

No comando: CAFÉ COM BENÇÃO

Das 08:00 às 09:00

No comando: MICROFONIA/Locutor: Kelvin Oliveira & Vanessa

Das 09:00 às 10:00

No comando: MANDEI BEM/Locutor: Diego Elias

Das 10:00 às 11:00

No comando: ANTENA MIX/ Locutora: Pam Giacomini

Das 11:00 às 12:00

No comando: MÁQUINA DO TEMPO/Locução:

Das 12:00 às 13:00

No comando: JORNAL VIROU NOTÍCIA

Das 13:00 às 13:30

No comando: Nossa Tarde é Show

Das 13:30 às 15:00

No comando: LAÇO DO PEÃO/Locução:

Das 15:00 às 17:00

No comando: Jornada Esportiva da Nova!

Das 16:00 às 19:00

No comando: Jornada Esportiva da Nova!

Das 16:00 às 19:00

No comando: RECANTO SERTANEJO/Locução: ELENILTON BATISTA

Das 17:00 às 19:00

No comando: Super Night

Das 19:00 às 00:00

No comando: Super Noite da Nova

Das 19:00 às 00:00

No comando: A VOZ DO BRASIL/EBC

Das 19:00 às 20:00

No comando: AMOR SEM FIM/Locução:Vanessa Medeiros

Das 22:00 às 00:00

Vacinas contra o coronavírus são testadas em 108 voluntários chineses

ESPERANÇA

 segunda-feira, 23/03/2020, 20:25 – Atualizado em 23/03/2020, 20:25 –  Autor: Com informações do UOL

ivididos em três grupos, 108 voluntários receberam as primeiras injeções de uma vacina contra o novo coronavírus, na China. As vacinas são testes clínicos que iniciaram na última sexta-feira (20), segundo o jornal Global Times.

Todos que receberam o teste têm idades entre 18 e 60 anos e são da cidade de Wuhan, local que o Covid-19 foi identificado em dezembro de 2019, antes da propagação pelo resto do mundo. No último domingo (22), uma fonte envolvida nos testes confirmou à Agência de Notícias Francesas (AFP) o início dos experimentos.

Os testes em humanos foram permitidos pelas autoridades do setor de saúde da China no dia 17 de março. Neste mesmo dia, os Estados Unidos anunciaram o primeiro teste de uma vacina contra a COVID-19 em Seattle com 45 voluntários adultos.

Os voluntários chineses serão acompanhados durante seis meses. Até o momento, não existe uma vacina ou tratamento aprovado no combate ao vírus, que já matou mais de 14 mil pessoas ao redor do planeta.  O anúncio dos testes com vacinas acontece em meio à escalada de tensões entre Estados Unidos e China pela pandemia.

Donald Trump, presidente dos EUA, acusou Pequim de ser parcialmente responsável pela propagação do que o presidente chamou de “vírus chinês”, uma expressão que deixou o gigante asiático profundamente irritado. Um editorial do Global Times publicado na semana passada afirmou que “desenvolver uma vacina é uma batalha que a China não pode permitir-se perder”.

Deixe seu comentário: